quarta-feira, 30 de junho de 2010

• Futebol Aprisionado


Além da desorganização irresponsável da FMF, das armações para favorecer times da capital e da completa falta de apoio aos times interioranos, o futebol maranhense agora é caso de polícia. Jogadores do Moto Clube alojados em hotel da capital foram escorraçados com direito a passagem por delegacia. E dirigente ainda se deu ao vexame de dizer que a culpa é de não sei quem, que prometeu não sei o que, e outras asneiras. Um futebol de lixo no País do futebol de luxo.

Como na política, o futebol maranhense é feito por dirigentes velhos e viciados, corruptos, até. Quando o interesse não é politiqueiro, a má gestão leva os clubes para o lamaçal. Quem se interessa em investir em projetos fracassados de timecos acabados, como o Moto Clube, o Sampaio e o Maranhão? Ainda imune dos micróbios que corroem os ex-grandes, os recém-nascidos IAPE  e JV Lideral merecem crédito. Inclusive pelas conquistas recentes.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Viver em Pernambuco e Alagoas


Estou triste com as notícias da tragédia que vitimou dezenas de milhares de pessoas em Alagoas e Pernambuco. Fiquei sabendo que parte do Nordeste ruiu sob a fúria das chuvas. Cidades inteiras desabadas, literalmente riscadas do Mapa. Quase 50 pessoas encontradas mortas, famílias completamente destruídas, materialmente. Porque o espírito, este Deus preservará. Aos sobreviventes do tsunami nordestino, a difícil missão de recomeçar a vida, maioria do zero, do nada. Ontem vivendo em família sob um teto mesmo que de madeira aproveitada, palafitas sem geladeira, com pouca comida. Hoje sem irmãos, sem pai nem mãe, amigos soterrados e enterrados. Quase 70 mil homens, mulheres, crianças, velhinhos, deficientes, surdos e mudos gritando de fome, de angústia, desesperados, abrigados e alojados em casas de parentes e amigos, nas poucas escolas e igrejas preservadas pela angustiante reação da natureza contra a ação amaldiçoada do próprio homem

Recomeçar a vida em Alagoas e Pernambuco não tem sido tarefa fácil. É privilégio para uma parcela dos vitimados, porque a solidariedade de milhares de brasileiros em situação menos degradante ainda não é suficiente para salvar a dignidade e resgatar a força de vontade de viver daqueles que sobreviveram testemunhando a morte de parte da própria vida.

Não sei se faço da melhor forma, mas o que faço neste momento é um convite para que cada um de nós arrume as malas e programe uma viagem para Alagoas e Pernambuco, ao mesmo tempo. Na minha mala colocarei as roupas que não uso e as de pouco uso. O sapato velho, as sandálias de dez meses e os tênis que pendurei em dezembro quando comprei um Rebook com parte do 13º Salário. Levarei arroz, feijão, óleo, macarrão e biscoito. Quero partilhar do sofrimento daquele povo. Estou desejando comer arroz casado com aquelas crianças que dormem com fome e acordam sem ter o que comer. O capitão de arroz molhado que minha Vó comia e partilhava comigo, eu os vou dar aos velhinhos que perderam os filhos e os netos e agora estão sozinhos, sem ter o que comer, na angustiante tragédia de Pernambuco e Alagoas.

Pensando bem, acho que vou colocar tudo numa caixa e mandar pelos Correios. O dinheiro das passagens dividirei ao meio e enviarei uma parte para Pernambuco e a outra para Alagoas. Se eu achar que a bagagem é pouca, vou pedir um pouco de cada coisa ao vizinho, aos amigos e aos colegas de trabalho, inclusive uns lençóis e cobertores para proteger do relento os pernambucanos e alagoanos que perderam tudo com a fúria do tsunami nordestino. Acho que com essa ajuda contribuirei também com a reconstrução de pelo menos uma casa das tantas que foram destruídas na tragédia de Pernambuco e Alagoas.

Pernambuco - Nos 54 municípios afetados pelas chuvas, 9 decretaram estado de calamidade e outros 30 estão em situação de emergência. A Polícia, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil já contabilizam 15 mortos e mais de 40 mil pessoas desabrigadas e desalojadas.

Alagoas - Quinze municípios em situação de calamidade pública, quatro em situação de emergência, 181 mil pessoas atingidas direta ou indiretamente pela catástrofe registrada em Alagoas no último final de semana, com saldo negativo de 29 mortes. 607 pessoas continuam desaparecidas e mais de 27 mil homens, mulheres e crianças estão desabrigadas.

• Ajuda

Abaixo as informações para quem quiser fazer doação em dinheiro para minimizar o sofrimento do povo de Pernambuco e Alagoas:

Favorecido: C B M AL Defesa Civil – Alagoas – Agência: 3557-2 - Conta corrente: 5.241-8

Favorecido: CCFBB - SOS – Pernambuco - Agência: 1836-8 - Conta corrente: 100.000-4

terça-feira, 22 de junho de 2010

* Blog descaracteriza matéria do Congresso em Foco

Encaro notícia como coisa séria, e com a seriedade devida repasso aos leitores as notícias às quais sempre adiciono comentários ou informações locais, adaptando-as ao nosso dia-a-dia para melhor compreensão no contexto regional e/ou local. Essa é a linha do blog Jurivê Filho. Se não agrada a todo mundo, pelo menos me agrada e não me tira o sono, nem a dignidade. Não mancha a minúscula parte da riqueza editorial que herdei de meu pai.

Dito isso, avanço nesta postagem para informar que acabo de me deparar com notícia postada no blog Eduardo Telles – Em busca da Justiça, em que está escrito: Deu no congresso em foco: PDT com Jackson Lago ganha do PMDB de Roseana Sarney.

Refere-se o post a extensa reportagem especial intitulada As Chances do PMDB Estado a Estado, publicada dia 21 de junho de 2010, assinada por Mário Coelho, Lúcio Lambranho e Rudolfo Lago, do site congressoemfoco.uol.com.br. A análise sobre o quadro político no Maranhão é exatamente a que transcrevo abaixo, ipsis litteris, letra a letra:

“Maranhão

No Maranhão, uma antiga polarização pode se repetir nas eleições de 2010. O governador cassado Jackson Lago (PDT) aparece como favorito contra a governadora Roseana Sarney (PMDB). O pedetista tem 46,89% em levantamento feito em abril, enquanto a peemedebista aparece com 32,61%. Já o deputado Flávio Dino (PCdoB), que contava com o apoio do PT, ficou com 4,97%. A pesquisa foi feita apenas com eleitores do município de Timon.

No entanto, decisão da cúpula nacional petista colocou o partido para apoiar a tentativa de reeleição de Roseana. A candidata do PMDB deve ser beneficiada na disputa, caso Jackson Lago seja barrado pela Justiça Eleitoral, pois com as novas regras da lei ficha limpa o candidato do PDT poderá se tornar inelegível. Lago foi cassado pelo TSE em março de 2009 por abuso de poder político.”

Pois bem. Há que se atentar para a informação que destaquei em vermelho, e repito aqui, igualmente em vermelho, e negritada: A pesquisa foi feita apenas com eleitores do município de Timon.

Foi exatamente essa a informação que o blogueiro Eduardo Telles omitiu ao fazer a postagem da matéria, deixando a clara impressão de que o fez para confundir o leitor, quem sabe na esperança de confundir o eleitor que lê, o leitor que é eleitor. Falta de responsabilidade, anti-ético, injusto. Logo o blog “em busca da justiça!”.

Em tempo: Eduardo Telles, como descrito pelo dono do blog em seu perfil, “começou a militância partidária no PDT, onde foi o criador e fundador da JTS que veio se transformar na JS. Participou no PDT do seu primeiro Diretório .”

Abaixo, o endereço direto da matéria no site original:

http://congressoemfoco.uol.com.br/noticia.asp?cod_canal=21&cod_publicacao=33376

A seguir, o endereço do blog onde está a matéria truncada:

http://blogeduardotelles.blogspot.com/2010/06/deu-no-congresso-em-foco-pdt-com.html

Por ultimo: fiz um Print Scrn da página do blog.

• TCU Entrega Quase 5 mil Fichas Sujas

O Tribunal de Contas da União entregou uma lista de 4.922 "fichas sujas" ao Tribunal Superior Eleitoral. São gestores públicos que tiveram as contas rejeitadas por irregularidade insanável em decisão irrecorrível no tribunal nos últimos 8 anos.

Mas a decisão se esses Prefeitos, Secretários e Dirigentes de órgãos e autarquias públicas poderão concorrer este ano será dada pelos Juízes eleitorais, analisando caso a caso, segundo o Presidente do TSE, Ricardo Lewandowski. A mudança em artigo específico da lei das inelegibilidades, promovida pelos autores do projeto Ficha Limpa, poderá causar dúvidas na exclusão de quem for punido por irregularidades em contas.

Pela lei antiga, a condenação dos Tribunais de Contas era suficiente para causar a inelegibilidade. Agora, a lei fala que é necessário uma condenação por improbidade, que é dada pela Justiça em processo distinto do TCU. Para o Presidente do TCU, Ubiratan Aguiar, a lei poderá ser aplicada e impedir que os condenados concorram. Para Lewandowski, os que estão com contas irregulares, mesmo se concorrerem, poderão ter mandatos cassados depois, caso o entendimento dos tribunais seja diferente.

• A Lei Vai Pegar

Nos acalma, entanto, declarações sérias como as do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lewandowski, ontem, à Folha de São Paulo: “O eleitor pode ter certeza de que a Justiça Eleitoral aplicará a Lei da Ficha Limpa com o máximo rigor. Ela vai pegar, pois corresponde ao desejo manifestado pela sociedade brasileira de moralização dos costumes políticos.” O ministro afirma não ver possibilidades de o Congresso alterar a lei para as próximas eleições. E diz que "a lei pode tirar do cenário político aqueles que têm um passado reprovável e os que pretendem ocupar um cargo eletivo apenas para benefício próprio”.

• Brincando com a Nossa Cara

Paulo Maluf durante a convenção estadual do PP paulista: “A minha ficha é a mais limpa do Brasil. De trabalho, de realização e 43 anos sem nenhuma condenação. É bom que se diga: sou elegível, sou candidato a deputado federal e tenho 43 anos de ficha limpa de trabalho”.

O blog compara: é a mesma coisa que Fernandinho Beira-Mar dizer em depoimento que é inocente e que o seu envolvimento com o crime organizado é intriga das oposições carcerárias.

Só por causa desse humor negro ele deveria pegar prisão perpétua.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

• Só o Tempo Dirá...

... se Jackson Lago fica impedido de disputar as Eleições 2010 por conta da Lei da Ficha Limpa. Toda e qualquer discussão em torno da candidatura do pedetista deve ficar no vazio até 5 de julho, último dia para os partidos fazerem o registro de candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral. A legislação permite que o candidato que tiver o registro negado recorra. Os ministros do TSE já garantiram que situações como a de Jackson serão resolvidas individualmente no momento da análise do registro.

• Roseana e Washington

De acordo oficial pode falar o PT do Palácio dos Leões, que cumpriu o prometido e decidiu, sábado, o nome de Washington Oliveira para vice de Roseana Sarney. Raimundo Monteiro, presidente do Diretório Estadual, vai disputar cadeira na Câmara Federal, buscando o espaço e os votos deixados pelo companheiro e suplente de deputado federal. A pré-definição da chapa é outro problema que Roseana terá que resolver com o povo de Imperatriz. A cidade pode ampliar o castigo que em 2006 foi aplicado em doses generosas em favor de Jackson Lago.

• Prejuízo

Qual criança que chora pra ganhar um carro e cala-se ao receber um pirulito, Flávio Dino diz que está feliz com o falado acordo porque terá, segundo ele, 80% da militância petista a serviço de sua campanha, inclusive o tempo de rádio e tv das candidaturas proporcionais. De certo mesmo é que na majoritária o comunista ficará apenas com os aproximadamente 150 segundos que lhe dá direito a coligação PCdB-PSB. Ainda é cedo pra perguntar ao Manoel da Conceição se valeu à pena tanto sacrifício.

• Covardia

Até prova em contrário, o “acordo” nos termos divulgados por Domingos Dutra foi invenção do deputado federal maranhense para escapar da própria morte por inanição e da co-responsabilização por uma tragédia maior com Manoel da Conceição. Encerrando a greve pelas desculpas que arranjou, Domingos Dutra se reinveste de coragem para voltar atrás da decisão de abandonar a disputa pela reeleição. Ou seja: ele mente tanto que acaba acreditando na própria mentira.

• Em Desacordo

O Partido dos Trabalhadores ainda não divulgou (ou eu não vi) nada sobre o comentado acordo que teria motivado o fim da greve de fome de Domingos Dutra, Manoel da Conceição e Terezinha Fernandes. O mais sensato, então, é falar em possibilidades. E as possibilidades seriam de o tempo do PT nas eleições maranhenses ser dividido igualitariamente entre PMDB e PCdoB nas candidaturas proporcionais, e os candidatos e militantes da ala anti-Sarney ficarem liberados para pedir votos para Flávio Dino. Duvido das duas coisas.

• Tá Pintando o Hexa

Não entendo como é que milhões de pessoas que acompanham a Copa do Mundo escolheram o gol de Luis Fabiano como o gol mais bonito até agora deste Mundial. Pelo amor de Deus, Galvão Bueno, Luciano do Vale... O enferrujado que chutou uma bola na direção do gol da Coréia do Norte fez aquele segundo gol contra a Costa do Marfim usando o braço duas vezes, com o consentimento cínico do árbitro. Luis Fabiano nem teria concluido o primeiro chapéu se não tivesse apelado e se o juiz não fosse o francês que quis justificar para o Mundo aquele gol de mão do Henry contra a Irlanda pelas eliminatórias da Copa 2010.

Gol bonito não é aquele gol em que se avalia o conjunto da obra? Como é que se explica que os brasileiros condenam o gol "Mão de Deus" feito por Maradona contra a Inglaterra no Mundial de 1986 e hoje endeusam as braçadas do perna-de-pau  agora predestinado a ser um dos artilheiros na África do Sul? Ainda prefiro o golzinho pouco destacado do Elano, feito com consciência (e lisura) depois de uma arrancada e um cruzamento primorosos do Kaká.

Pelo menos vou terminar o comentário relatando a minha esperança de que a Seleção Brasileira corre o risco de sair da África do Sul com o Hexa. Com ou sem Kaká, com gols bonitos e gols ilícitos, dirigido por um técnico "cag..." Queira ou não queira o Alex Escobar, vai ser fabuloso.

• Sobre Brasil 3 x 1 Costa do Marfim


Acho que aquele árbitro com nome de modelo vai voltar pra França no mesmo vôo do Anelka. Validou o gol de voleibol do Luis Fabiano, deixou o jogo de futebol virar um street fighter e quase motivou a primeira quase briga feia em Copa do Mundo. Quando os marfinenses batiam mais que filhos de delegado, deu 2 amarelos + vermelho para o Kaká, em menos de 3 minutos, com rigor excessivo. Pelo menos fez em favor do Brasil o que Dunga não teve coragem de fazer. Mas foi a vitória e a classificação do Brasil sem artista, uma equipe às vezes lenta, mas fria e resultadista.

sábado, 19 de junho de 2010

• "Dutra é Useiro e Vezeiro".


Em entrevista publicada ontem (18) no site Vermelho, página oficial do Partido dos Trabalhadores na internet, o presidente do PT reafirmou que a coligação com o PMDB maranhense é irreversível, será mantida mesmo que a candidata à presidência Dilma Rousseff decida subir em todos os palanques que decidirem apoiá-la.

José Eduardo Dutra garante que o Diretório Nacional não tomou posição contra o PT do Maranhão, onde, reconhece, o partido está absolutamente dividido. Ele não fez nenhum comentário sobre o anunciado acordo que teria colocado ponto final à greve do deputado federal Domingos Dutra e do camponês Manoel da Conceição, mas fez um comentário curioso sobre o líder do movimento que durante oito dias ocupou o plenário da Câmara dos Deputados e irritou as maiores forças petistas do País inteiro: “O deputado Domingos Dutra é useiro e vezeiro em não respeitar a posição do PT do Maranhão”.

Em São Luis, lideres da ala petista que defendem o apoio do partido à Roseana Sarney garantem que não houve acordo para o fim da manifestação de Domingos Dutra e Manoel da Conceição. As conversas com Geraldo Magela e Fernando Ferro foram simplesmente no sentido de se encerrar o movimento, e não permitem que a ala dutrista fique liberada para apoiar oficialmente o comunista Flávio Dino.

Sobre esse apoio, principal motivo da greve de fome, extraímos o seguinte trecho da entrevista do presidente José Eduardo Dutra: “O Diretório Nacional teve toda legitimidade para tomar a posição que tomou, mesmo porque foi respaldado pelo Congresso Nacional do PT, que decidiu que o Diretório Nacional deliberaria sobre a posição do Maranhão. Mas sem qualquer ilusão de que vamos unificar o Partido no Maranhão. Nós sabemos que aquelas pessoas que defendiam o apoio ao Flávio Dino, vão continuar defendendo o Flávio Dino. Na eleição para prefeito, o PT se coligou com o PCdoB, apoiou o Flávio Dino, e o Domingos Dutra apoiou o João Castelo, do PSDB, numa demonstração clara de que no Maranhão não há, de um lado guardiões da ética e, do outro, os que querem solapar essa ética”.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

• O Campeão Amarelou

Se o motor do ônibus que vai levar o JV Lideral para a disputa da segunda partida decisiva da Copa União tiver o mesmo desempenho que o time apresentou quinta-feira no Frei Epifânio, a delegação imperatrizense nem chega à Capital. O Campeão do 1º Turno jogou tão amarelo quanto a camisa do adversário. O único que conseguiu mostrar um futebolzinho mais ou menos foi Daniel Menezes, substituido por contusão depois de marcar o belíssimo primeiro gol.

O IAPE mandou na partida, virou o placar graças ao gol doado pelo goleiro Vicente (frango pra sustentar o Exército Brasileiro o ano inteiro), e ao presente entregue de mão beijada pelos zagueiros. O JV Lideral só chegou ao empate no ultimo segundo do quarto minuto de acréscimo porque os inexperientes canarinhos da Ilha exageraram na cera. Pra ser justo: o gol de bicicleta foi a única jogada aproveitável que o atacante Toninho fez nos 96 minutos de briga com a bola.

Pra sair de São Luis com o título da Copa União e a vaga pra Copa do Brasil, o JV Lideral precisa vencer a segunda partida, segunda-feira, lá em São Luis, onde o IAPE venceu o Moto Clube por 8 a 1 em duas partidas consecutivas.

• Acabou

O dramalhão de Manoel da Conceição e Domingos Dutra chegou ao fim, com final feliz para quase todo mundo. Nem deveria falar em Terezinha Fernandes, porque a esposa do ex-nunca mais prefeito Jomar Fernandes entrou como figurante e chegou apagada ao fim da greve de fome substituída por um acordo fechado por intermediários da Direção Nacional do PT. O presidente do partido, José Eduardo Dutra, que não é trouxa, faz de tudo para não assinar a nota oficial que deve ser divulgada nas próximas horas autorizando os petistas da ala radical a fazerem campanha para Flávio Dino e o rateio do tempo de tv e rádio do PT entre o PCdoB e o PMDB.

Na calda do acordo fechado em Brasília, Dutra, Valdinar Barros, Bira do Pindaré, Teresinha e Jomar ressuscitam suas candidaturas, convictos de que o ato glorioso dos grevistas vai surtir os efeitos de uma campanha antecipada.

• Fazendo Média (ou Mídia)

Li em algum lugar que o ex-ministro Edison Vidigal estaria em compasso de espera para a possibilidade de ser vice de José Serra. Não poso afirmar que é mentira, mas garanto que não acredito.

Que peso teria na disputa presidencial o maranhense dos 15% de votos nas eleições para governador em 2006?

Na busca por uma coligação forte o suficiente para brigar de igual para igual com Dilma, Serra recebe pressão de tudo quanto é lado e certamente entregará a vaga para um dos partidos aliados. Escolher o correligionário seria a mesma coisa que trocar 6 por meia dúzia. Ou até pior: desprestigiar os partidos coligados.

Quer mais uma motivação que justifique minha incredulidade?

O presidente nacional do DEM, Rodrigo Maia, acaba de reafirmar que o seu partido não abre mão de indicar o vice de Serra. A não ser para Aécio Neves.

Em resumo: Vidigal está fazendo marketing. Quem sabe atrás de uma boquinha nessa feijoada em que se transformou a candidatura da oposição com a (im)possibilidade de Jackson Lago sair do páreo por causa da aplicação da Lei da Ficha Limpa.

• Domingos Dutra passa mal e desmaia

Em greve de fome a uma semana, o deputado Domingos Dutra passou mal esta manhã e desmaiou no Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília. O jejum do parlamentar foi iniciado como forma de protesto contra a decisão da direção nacional do Partido dos Trabalhadores de retirar o apoio que tinha dado à candidatura de Flávio Dino (PCdoB-MA) ao governo maranhense e de apoiar o projeto de reeleição da governadora Roseana Sarney (PMDB-MA) no Estado.

Domingos Dutra admitiu quarta-feira que negocia com o PT uma solução para o impasse maranhense. Entre os pedidos que os aliados de Flávio Dino colocaram como condicionantes para o fim da manifestação, estão o aval do PT para que militantes possam fazer livremente campanha para Flávio Dino, que o partido não seja obrigado a citar o nome de Roseana Sarney no horário eleitoral gratuito no rádio e na TV; que se apurem as denúncias de suborno para que petistas revissem a posição de apoiar Dino ao Palácio dos Leões, e que, se Lula e a candidata petista à presidência da República, Dilma Rousseff, fizerem campanha por Roseana, que também manifestem apoio a Flávio Dino. Em último caso, eles dizem que podem recorrer à Justiça contra a mudança de posição do PT e o consequente apoio a Roseana Sarney.

• Manoel da Conceição Não Morreu

Não é verdadeira a notícia sobre a morte do lider camponês Manoel da Conceição. Pelo menos neste momento o ativista petista está internado em UTI de hospital de Brasília. Seu estado de saúde é grave. Manoel da Conceição estava se alimentando apenas de água e soro fisiológico quando suspendeu a greve para ser hospitalizado, quarta-feira à noite. Com  histórico clínico de 2 derrames cerebrais, portador de diabetes e deficiente de 1 perna, Manoel da Conceição resolveu acompanhar o deputado federal Domingos Dutra no protesto contra a decisão do PT Nacional em corroborar no Maranhão a aliança com o PMDB de Roseana Sarney. No terceiro dia de manifesto, circulava nos corredores da Câmara Federal que Manoel da Conceição e Domingos Dutra poderiam vir a óbito naquele mesmo dia. A informação desmentindo a morte de Manoel da Conceição acaba de chegar de Brasília,  via telefone, através do ex-prefeito de Imperatriz, Jomar Fernandes, a jornalista da cidade.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

• O Xadrez Maranhense

O tabuleiro está montado. Vencer a partida vai depender da habilidade de cada jogador. No Maranhão, esse jogo de xadrez tem três lados. Roseana, com o PT de Domingos Dutra e Manoel da Conceição; Flávio Dino, agora sem os companheiros petistas e, por causa disso, com as mãos quase atadas; e Jackson Lago, jogando com as táticas do PSDB. Ocorre que a etapa maranhense do jogo vai depender dos resultados dos jogos que estão em andamento na sede do campeonato, Brasília.

Movimentando as pedras com uma habilidade impressionante, Roseana avança no tabuleiro transpondo obstáculos nada fáceis: a greve midiática no Plenário da Câmara Federal e a resistência de todo o lado mais poderoso do PT maranhense. Aguarda com certa tranqüilidade a definição do DEM, e até já fala no PCdoB do adversário Flávio Dino, que acaba de fechar lá em cima com a companheira Dilma Rousseff. A favor da governadora está também a própria aliança com o Partido dos Trabalhadores, uma referência para que outros partidos da oposição incorporem-se à candidatura do PMDB

Flávio Dino já admite desistir da candidatura majoritária desde que seja para formar uma ampla aliança de oposição que inclua o PDT de Jackson Lago e o PSDB do (ainda) desafeto João Castelo. A saída de Flávio Dino da disputa passa necessariamente, e também, pelas negociações entre os diretórios nacionais dos três partidos.

Jackson Lago também enfrenta sérias dificuldades para a formação de alianças e da própria chapa. O problema aí é que o PCdoB de Flávio Dino já fechou com Dilma e o PSDB de Roberto Rocha e João Castelo é o mesmo PSDB de José Serra. Além isso, Jackson ainda não tem segurança da própria candidatura, já que o TSE ainda não decidiu se a Lei da Ficha Limpa vetará ou não o registro a candidatos condenados por um colegiado. Jackson foi cassado por abuso de poder econômico em abril de 2009. O projeto Ficha Limpa virou Lei em 4 de junho de 2010.

Quem conhece o xadrez sabe que nesse jogo político maranhense Flávio Dino está para rei, a peça mais importante do jogo, e Roseana representa a rainha, poderosa e se movimentando em qualquer direção. A Jackson Lago não se pode ainda dar a figura da torre: ele avança em direções diferentes, mas ainda não está totalmente livre.

• Sarney pagou perna mecânica de Manuel da Conceição

“Fui preso novamente, desta vez, ferido na perna direita com cinco balas. Depois de seis dias de prisão, como só passavam mertiolate na minha perna, deu gangrena. A reação foi grande, e então o governador José Sarney mando um avião me buscar no interior e pagou meu tratamento em São Luís. Foi aí que coloquei minha perna mecânica”.

As aspas são do fundador do PT, Manuel da Conceição dos Santos, que estava em greve de fome há seis dias contra o apoio do PT a Roseana Sarney. A declaração foi feita ao jornal O Estado de S. Paulo, na edição de 12 de março de 1976. Detalhe: o jornal não estava sob censura.

A entrevista – uma coletiva – foi concedida antes de ele embarcar para o exílio na Suíça, aos 40 anos de idade, depois de ter sido preso quatro vezes pela ditadura militar.

O próprio regime ajudou Manuel a tirar um passaporte, pois tinha interesse em sua saída do Brasil.

Desde que os ventos democráticos voltaram a soprar no Brasil, porém, Seu Manuel faz oposição a Sarney

(WWW.poderonline.com.br)

quarta-feira, 16 de junho de 2010

• Abalou


Algo pior que a greve de fome de Domingos Dutra e Manoel da Conceição ainda pode acontecer à candidatura de Roseana Sarney? Pode, sim. O nome de Alexandra Tavares (foto) para vice de Flávio Dino. As possibilidades aumentam nas mesmas proporções do alvoroço causado pelos rumores, ou vice-versa. Seria o fim da política de Paz e Amor apregoada por Roseana, de quem Alexandra não esconde sentir ódio, asco. A escalação de Alexandra no elenco principal do cenário eleitoral seria ajudaria seu ex-marido, José Reinaldo, na disputa pelo Senado Federal. O novo tremor no Palácio dos Leões foi tão grande que há registros de efeitos sismológicos na região de Brasília.

• Conhecer Dilma... É Preciso!

Em discurso homenageando Ulysses Guimarães, a tapada Dilma Rousseff cometeu mais uma de suas incontáveis atrapalhadas. Atribuiu ao político brasileiro a frase “Navegar é preciso”, dizendo: “Esse verso de Ulysses mostrava que, sobretudo, mesmo quando a esperança é pequena, a coragem das pessoas tem que levá-las a andar”. Na verdade, e de acordo com minhas pesquisas, há discussões históricas. Camões, Fernando Pessoa, o general romano Pompeu ou o italiano Petrarca. O autor menos provável é exatamente o Ulysses Guimarães. De qualquer forma, é mais uma citação para o Dilmês.

• Arrepios

Chegando hoje ao 7º dia de greve, o deputado federal Domingos Dutra revela que tem pesadelos e durante a noite ouve barulho de portas, mas garante que não tem medo de fantasmas. “O ranger de portas arrepia, mas tenho mais medo dos três Josés do PT: o Dirceu, o Genoino e o Dutra, que querem nos entregar no curral de outro José, o Sarney”.

• Pelada e Pelados

Tem gente pra tudo! Mesmo sabendo que iriam ser presos, estudantes da Universidade de Brasília jogaram pelada, totalmente pelados, na frente do Congresso Nacional, terça-feira à tarde, usando apenas máscaras de Sílvio Santos, Dilma Rousseff, José Serra, Barak Obama, Osama Bin Laden e José Roberto Arruda. Estavam “devolvendo” as brincadeiras que os políticos fazem com o povo. Até um grupo de índios que está na frente do Congresso protestando contra o presidente da FUNAI, ficaram indignados. “Nós achamos muito estranho isso aí. Ainda mais em frente ao Congresso. O branco tem que andar de roupa. Na nossa aldeia não se vê mais índio pelado”, protestou o cacique José Dias Oliveira Lopes. (com informações e foto da Agência Globo).

terça-feira, 15 de junho de 2010

• 100 Horas de Fome


Nada de extraordinário nas ultimas horas do fato político mais comentado no Maranhão nos últimos cinco dias. A manifestação tresloucada de Domingos Dutra e Manoel da Conceição ainda não alcançou os resultados esperados pelos grevistas e pelos articuladores do protesto, aliados de Flávio Dino, que começam a ser responsabilizados por uma possível tragédia no Plenário a Câmara dos Deputados. Há mais de 100 horas sem ingerir alimentos sólidos, Dutra e Manoel já aparentam sinais de cansaço. O líder camponês tem diabetes e uma perna mecânica, e fala com dificuldades em conseqüência de acidente vascular cerebral sofrido em 2002. Também dois quilos a menos de quando começou a greve, Domingos Dutra teve uma infância alimentar deficiente. O deputado federal Darcísio Perondi, que é médico, alarmou os parlamentares após fazer avaliar clinicamente os manifestantes: concluiu que os dois podem morrer ainda esta noite.

A Direção Nacional do Partido dos Trabalhadores ainda não se manifestou oficialmente sobre o ato extremo dos companheiros. Em discurso agora a pouco, Domingos Dutra pediu a solidariedade dos colegas e foi criticado pelo paulista José Genoíno. Há muito tempo Dutra é tido como adversário dentro da própria legenda. A maior preocupação é mesmo com Manoel da Conceição. Um alto dirigente petista teria confessado que teme a repercussão que poderia causar imagens do sexagenário e histórico fundador do Partido dos Trabalhadores deixando a Câmara dos Deputados em maca por causa da greve de fome em protesto contra uma decisão da Executiva Nacional corroborada tanto pelo presidente Lula quanto pela presidenciável Dilma Rousseff.

Durante o jogo em que o Brasil venceu a Coréia do Norte por 2 a 1, Domingos Dutra recebeu visitas de amigos e familiares. Numa sala próxima, alguns deputados, incluindo petistas, faziam um bolão, vencido por Paulo Maluf, sem se importarem com a manifestação encenada pelo parlamentar e seu companheiro, de partido e de agonia, Manoel da Conceição.

• Ganhando com o Tempo que Perdeu

Obviamente que a situação de Flávio Dino é exatamente oposta: perdeu o tempo que lhe daria a coligação com o PT, mas ganha espaço na mídia através da greve de fome dos companheiros petistas. Pode ganhar ainda mais mesmo se desistir da candidatura própria para caminhar com Jackson Lago, ainda que João Castelo resista a essa adesão por causa da batalha judicial remanescente da eleição de prefeito de São Luis. Aliás, o apoio de Flávio Dino e da companheirada petista avessa ao grupo Sarney, equivaleria para Jackson Lago a uns 20 Castelos.

• Perdendo com o Tempo que Ganhou

Tenho a ligeira impressão de que a greve de fome do Dutra e do Manoel da Conceição, em andamento no Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília, começa a feder no Maranhão, principalmente depois da adesão da ex-deputada Terezinha Fernandes. Alguns dos maiores jornais do País, adversários em potencial de José Sarney, dão destaques ao assunto e exploram a prepotência do presidente Lula. Pra ser bem rasteiro: Sarney fez um desfavor à campanha da filha. A essa altura do campeonato, com a disposição dos grevistas de levarem o ato extremo ao limite, Roseana Sarney terá o tempo que quis do PT, mas dificilmente transformará esse tempo em votos.

• Tudo pelo PT

Iniciada pelo deputado federal Domingos Dutra, a greve de fome em andamento no Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília, transformou um homem pobre e sem mandato no principal personagem da política nacional desta semana. Manoel da Conceição é uma das mais importantes lideranças camponesas do Brasil em todos os tempos, o mais velho entre os fundadores do PT ainda vivos, a terceira assinatura do livro de da ata de fundação do Partido dos Trabalhadores. Aos 75 anos de idade, Mané tem diabetes e pequenas seqüelas de derrame cerebral sofrido em 2002, quando já não tinha a perna que perdera (veja foto), segundo a história, no confronto com a "polícia de José Sarney", em 1968.

Desde sexta-feira se alimenta de água potável, água de côco e soro fisiológico. Dorme em colchonete inflável e, falando pouco, mostra disposição em levar a greve de fome até o dia 30, prazo limite para a convenção dos partidos que disputarão as Eleições 2010. Ele espera que até lá o presidente Lula e o PT revejam a aliança forçada com o PMDB da governadora e pré-candidata Roseana Sarney. “Vou até o final, até ver o resultado. Ou eles tiram a intervenção no Maranhão ou me expulsam do partido. Senão, eles vão me ver morto. A última vez que comi foi na quinta-feira”.

• O Feitiço de Sarney

O Maranhão é o quarto secreto onde o presidente Luiz Inácio Lula da Silva esconde, como Dorian Gray, uma resistente decrepitude moral de seu governo. Assim como o personagem da obra de Oscar Wilde, Lula se mantém jovial e brilhante para o Brasil e o mundo, cheio de uma alegria matinal tão típica dos vencedores, enquanto se degenera e se desmoraliza no retrato escondido do Maranho, o mais pobre, miserável e desafortunado estado brasileiro. Na terra dominada por José Sarney, Lula, o anunciado líder mundial dos novos tempos, parece ser vítima do feitiço do atraso.



Dessa forma, em nome de uma aliança política seminal com o PMDB, muito anterior a esta que levou Michel Temer a ser candidato a vice na chapa de Dilma Rousseff, Lula entregou seis milhões de almas maranhenses a Sarney e sua abominável oligarquia, ali instalada há 45 anos. Uma história cujo resultado funesto é esta sublime humilhação pública do PT local, colocado de joelhos, por ordem da direção nacional do partido, ante a candidatura de Roseana Sarney ao governo do estado, depois ter decidido apoiar o deputado Flávio Dino, do PCdoB, durante uma convenção estadual partidária legal e legítima, por meio de votação aberta e democrática.



Esse Lula genial, astuto e generoso, capaz de, ao mesmo tempo, comandar a travessia nacional para o desenvolvimento e atravessar o mundo para tentar evitar uma maior radicalização no Irã, não existe no Maranhão. Lá, Lula é uma sombra dos Sarney, mais um de seus empregados mantidos pelo erário, cuja permissão para entrar ou sair se dá nos mesmos termos aplicados à criadagem das mansões do clã em São Luís e na ilha de Curupu – isso mesmo, uma ilha inteira que pertence a eles, como de resto, tudo o mais no Maranhão.



Lula, o mais poderoso presidente da República desde Getúlio Vargas, foi impedido sistematicamente de ir ao estado no curto período em que a família Sarney esteve fora do poder, no final do mandato de Reinaldo Tavares (quando este se tornou adversário de José Sarney) e nos primeiros anos de mandato de Jackson Lago, providencialmente cassado pelo TSE, em 2009, para que Roseana Sarney reocupasse o trono no Palácio dos Leões. Só então, coberto de vergonha, Lula pôde aterrissar no estado e se deixar ver pelo povo, ainda escravizado, do Maranhão. Uma visita rápida e desconfortável ao retrato onde, ao contrário de seu reflexo mundo afora, ele se vê um homem grotesco, coberto de pústulas morais – amigo dos Sarney, enfim. Logo ele, Lula, cujo governo, a história e as intenções são a antítese das corruptas oligarquias políticas nacionais.



Lula, apesar de tudo, caminha para o fim de seus mandatos sem ter percebido a dimensão da imensa nódoa que será José Sarney, essa figura sinistramente malévola, no seu currículo, na sua vida. Toda vez que se voltar para o mapa do país que tanto vai lhe dever, haverá de sentir um desgosto profundo ao vislumbrar a mancha difusa do Maranhão, um naco de terra esquecido de onde, nos últimos 20 anos, milhares de cidadãos migraram para outros estados, fugitivos da fome, do desemprego, da escravidão, da falta de terra, de dignidade e de esperança. Fugitivos dos Sarney, de suas perseguições mesquinhas, de sua megalomania financiada pelos cofres públicos e de seu cruel aparelhamento policial e judiciário, fonte inesgotável de repressão e arbitrariedades.



Contra tudo isso, o deputado Domingos Dutra, um dos fundadores do PT maranhense, entrou em greve de fome no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília. Seria só mais um maranhense a ser jogado na fome por culpa da família Sarney, não fosse a grandeza que está por trás do gesto. Dutra, filho de lavradores pobres do Maranhão, criou-se politicamente na luta permanente contra José Sarney e seus apaniguados. Em três décadas de pau puro, enfrentou a fúria do clã e por ele foi p erseguido implacavelmente, como todos da oposição maranhense, sem entregar os pontos nem fazer concessões ao grupo político diretamente responsável pela miséria de um povo inteiro. Dutra só não esperava, nessa quadra da vida, aos 56 anos de idade, ter que lutar contra o PT.


Assim, Lula pode até se esquivar de olhar para o retrato decrépito escondido no quarto secreto do Maranhão, mas em algum momento terá que enfrentar o desmazelo da figura serena e esquálida do deputado Domingos Dutra a lembrá-lo, bem ali, no Congresso Nacional, que a glória de um homem público depende, basicamente, de seus pequenos atos de coragem.

(Copiado do Brasília, eu vi, Blog de Leandro Fortes, inclusive a imagem - http://brasiliaeuvi.wordpress.com/2010/06/14/o-feitico-de-sarney)

segunda-feira, 14 de junho de 2010

• Terezinha Fernandes adere à greve de fome

A ex-deputada Terezinha Fernandes acaba de aderir á greve de fome iniciada na noite de quinta-feira pelo deputado federal Domingos e à qual se juntou um dia depois o lider campesino Manoel da Conceição.

O ato extremo simboliza a indignação da ala radical do PT maranhense que não aceita a aliança imposta pela Direção Nacional com o PMDB de Roseana Sarney (posts abaixo).

Agora há pouco o ex-prefeito imperatrizense Jomar Fernandes, marido de Terezinha Fernandes, divulgou a carta em que a nova inquilina da Câmara dos Deputados justifica a decisão que tomou:


"Já demos tudo pelo PT, agora só falta dar nossa própria vida! Vou entrar em greve de fome, não por esses que usam nossa estrela apenas para vendê-la aos opressores, vou entrar em greve de fome pela História do PT, pelos lutadores do povo, inclusive aqueles que deram suas vidas pela liberdade e em solidariedade a Domingos Dutra e a Manoel da Conceição. O que fizeram conosco passou de todos os limites, portanto, não há mais limites. Vamos lutar até o fim".

(Terezinha Fernandes)

• 'O governo Lula é o mais corrupto de nossa história'

O título acima é, ipsis literis, o título do capitulo 1 do livro "O Chefe", de Ivo Patarra, ex-petista e assessor de comunicação social da ex-prefeita paulista Luiza Erundina, durante a gestão 1989-1992. Ele trabalhou nos jornais Folha de S.Paulo, "Folha da Tarde", "Diário Popular" e "Jornal da Tarde". O agora jornalista independente produziu o livro com o resultado de pesquisas que fez durante os 13 meses de mensalão, o maior escândalo governamental de que se tem conhecimento no Brasil. O livro levou 5 anos para ficar pronto.
A obra de Patarra contém inquéritos, relatórios, sindicâncias, investigações, reportagens e documentos que detalham as investigações realizadas pelo Ministério Público, pela Polícia Federal, pelas Comissões Parlamentares de Inquérito e outras fontes, como as apurações da imprensa brasileira. Veja abaixo alguns trechos do Capitulo 1 do livro:

"Qal a justificativa para o presidente da República nomear como ministro e integrante de seu primeiro escalão de auxiliares o homem que publicara, num dos jornais mais importantes do País, que ele, o presidente, era o chefe do governo "mais corrupto de nossa história"?

 
Apesar de o PMDB derrotar a Medida Provisória que criara o posto para Roberto Mangabeira Unger, Lula deu um jeito na situação, nomeando-o novamente, desta vez como ministro extraordinário de Assuntos Estratégicos. A posição do detrator estava garantida.

"Pôr fim ao governo Lula" é o título do artigo de Roberto Mangabeira Unger publicado na Folha de S.Paulo em 15 de novembro de 2005, no sugestivo dia da Proclamação da República. O ano de 2005 havia sido marcado pela eclosão do escândalo do mensalão. Este é o parágrafo de abertura do artigo:
"Afirmo que o governo Lula é o mais corrupto de nossa história nacional. Corrupção tanto mais nefasta por servir à compra de congressistas, à politização da Polícia Federal e das agências reguladoras, ao achincalhamento dos partidos políticos e à tentativa de dobrar qualquer instituição do Estado capaz de se contrapor a seus desmandos."

• Começa o Torneio Jurivê Macedo de Futsal


Iniciado esta noite o Torneio Jurivê Macedo de Futsal, promovido pela Federação de Futebol de Salão do Maranhão com apoio do economista Luciano Moreira e do advogado imperatrizense Daniel Macedo. A competição reune 32 equipes representando todos os bairros de Imperatriz. Será disputada em vinte dias e homenageia o jornalista fundador do Jornal O Progresso e redator da coluna Comentando Os Fatos (O Progresso e O Estado do Maranhão), falecido no dia 17 de maio, vítima de ataque cardíaco.
 Uma cerimônia simples e rápida, realizada para quase mil pessoas na Praça Mané Garrincha, abriu a competição. Luciano Moreira, Daniel Macedo, o vereador Rildo Amaral e o presidente da Fefusma, Alim Maluf, falaram aos presentes, com um discurso em comum: a retomada do futsal abre uma nova temporada no esporte em Imperatriz, cidade que tem vocação natural com potenciais coletivos e individuais para conquistas em nivel nacional. Eles destacaram também a importância da integração de atletas de diferentes regiões da cidade em torno da prática saudável do esporte, uma forma de inclusão social que ajuda a manter os jovens longe das drogas e da bebida. Antes do ponta-pé inicial, o público foi brindado com a apresentação impecável de duas quadrilhas consagradas no Arraiá da Mirante.

* Seja o que Deus Quiser!!!

E tomara que Ele queira um gol do Robinho, um do Kaká e um do Lúcio. E nenhum gol dos norte-coreanos. Não que eu pretenda puxar a brasa divina pra minha sardinha de torcedor. Mas, jogo é jogo, e entre Brasil e Coréia do Norte, eu prefiro o Brasil.
Agora mesmo leio uma reportagem em que Dunga alerta para a evolução do futebol asiático, que na Copa do Mundo as seleções se nivelam, etc... e outras baboseiras que os verdadeiros homens dos pampas não costumam falar. E fiquei mais cabreiro ainda: será que o técnico do Brasil tá é preparando o espírito do brasileiro para uma provável decepção logo na estréia da Copa da Africa do Sul?
Espero estar enganado, e que Dunga esteja certo (não acredito nisso desde a convocação oficial).
Agora, deixa eu confessar outra coisa: esse negócio de dizer que "vamos gritar verde e amarelo" também me causa arrepios: gritamos verde quando estamos com raiva, e ficamos amarelos quando sentimos medo, quando levamos uma surra...

Prefiro, então, saudações canarinhas. Boa Sorte, Brasil!!!

• Arquivo

Garimpando arquivos com o nome de Manoel da Conceição, encontrei no portal www.bira320.com.br essa pérola (que anexo abaixo) descrevendo a trajetória do mais respeitado ativista-trabalhador maranhense em atividade política. Sugiro atenção especial para o texto ao lado da foto, de autoria do próprio lider campesino:

Do vale do Pindaré no Maranhão, à luta socialista internacional, Manoel da Conceição vem, há mais de cinquenta anos, demonstrando seu compromisso revolucionário, consciente e amoroso com a causa da libertação da classe trabalhadora das diversas formas de opressão imposta pela elite dominante nacional e internacional.
Fundador do primeiro Sindicato de Trabalhadores Rurais no Maranhão, em Pindaré-Mirim, Manoel da Conceição lutou contra o latifúndio, contra o golpe militar e contra a Oligarquia Sarney.

Foi perseguido, preso, torturado, teve uma perna amputada e foi exilado na Suíça até a lei da anistia, final da década de setenta.
Quando retornou ao país, Manoel prosseguiu, com mais garra ainda, na organização dos trabalhadores. Ao lado de Lula e outras lideranças, encabeçou a lista dos fundadores do PT no Brasil e ajudou na criação da CUT.

Depois, voltou para o Maranhão em meados da década de oitenta, onde, até hoje, desenvolve milita em favor da organização de sindicatos, movimentos sociais, cooperativas, associações comunitárias e do próprio Partido dos Trabalhadores.

• Frase

“Aqui é o meu lugar, é onde trabalho. É o meu santuário. Se eu morrer é culpa de Sarney, filho da ditadura. È melhor correr o risco de morrer e todo mundo vendo do que morrer de angústia, no silêncio”. (Deputado Domingos Dutra, no Plenário da Câmara Federal, completando 72 horas de fome em protesto contra a aliança PT-PMDB.

• Sem Teto

O líder camponês Manoel da Conceição, um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores, foi avisado na manhã desta segunda-feira que à tarde terá que deixar o plenário da Câmara Federal, onde faz greve de fome junto com o deputado Domingos Dutra por causa da aliança PT-PMDB. No final de semana Manoel da Conceição foi convidado a se retirar da sede do PT em Brasília, onde iniciou os protestos contra a imposição da Direção Nacional. Como um sem-terra, terá que procurar outro terreiro para montar sua barraca. Dutra e Conceição se alimentam de água potável e água de coco. Médicos da Câmara dos Deputados acompanham os dois manifestantes, que tem recebido visitas de familiares, amigos, companheiros e admiradores.

• Quentinhas

“Lula, que já pagou até a dívida externa do Brasil, não consegue quitar nunca a sua dívida com o Sarney”. (Deputado federal Domingos Dutra (PT-MA).

"Eu mudei de nome e vou colocar Dilma lá na cédula". (Presidente Lula, na convenção que oficializou a candidatura de Dilma Rousseff).

• Vitimas

O grupo que faz oposição à reeleição de Roseana Sarney tem na região Tocantina um especialista em chantagem emocional, aquela megera pose de vitima, do coitadinho injustiçado, da criança abandonada, tirada da proteção dos pais. É esse o roteiro entregue à Jackson Lago, vai ser esse o enredo da campanha de Flávio Dino. Agora, imagine os dois, no mesmo palanque, atirando contra uma Roseana cambaleante, fragilizada. Com os discursos que lhes estão sendo oferecidos pelo próprio grupo da situação (leia-se José Sarney e Ricardo Murad), Flávio Dino e Jackson Lago nem precisarão de Plano de Governo.

• Como Será?

Já pensou os quase futuros ex-petistas espalhados por esse Maranhão de meu Deus convencendo a população de que Manoel da Conceição e Domingos Dutra morreram de fome porque não aceitaram juntar-se a Roseana Sarney? E se Flávio Dino não sustentar a candidatura porque Sarney teve medo de o jovem deputado federal vencer a queridinha Roseana? Que desdobramentos teria o cenário político maranhense se Jackson Lago vier a ser impedido de sair candidato porque José Sarney arquitetou a aprovação do Ficha Limpa só para atingir o ex-governador?

sexta-feira, 11 de junho de 2010

• A Aliança da Discórdia

Se na vida afetiva a aliança simboliza a união entre duas pessoas, no campo político uma aliança nunca provocou tanta discórdia como esse matrimônio entre PMDB e PT, celebrado neste sábado pelos sacerdotes do Partido dos Trabalhadores com a co-celebração dos papas Luis Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e José Sarney.

Os desdobramentos desse triângulo político ainda são imprevisíveis. Por enquanto pode-se noticiar o que já foi visto, dito, lido e ouvido: calúnias, injúrias e difamações. O lado abandonado acusa, denuncia, lamenta o falecimento da união e tenta refazer o ego para levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Começar de novo é a palavra de ordem. Algo que não é fácil quando se vê diante da outra metade fortalecida, amparada, em lua-de-mel, braços dados com o inimigo.

Fazer o que diante de uma situação tão desagradável, degradante? Apelar para a vingança? Apoiar-se em quem? Arrumar as malas e partir em busca de um novo parceiro? Juntar-se àqueles que também foram traídos mesmo sabendo que todos eles estão também sem direção, sem norte?

No divã político, certamente seria recomendado recolher-se, repensar as relações, curar as feridas e esperar que a própria vida se encarregue de mostrar a hora certa de começar de novo. Afinal de contas, apegar-se ao primeiro que passar à porta, sem dele conhecer quase nada, pode provocar traumas ainda maiores, até irreparáveis, pelo resto da vida.

• Desabafos

Deputado Domingos Dutra, no plenário da Câmara Federal, em clima de greve de fome: “Acabaram de consumar o estupro contra a ética, a decência, para favorecer o crime organizado.”

Flávio Dino, consternado, sem rumo: “O PT resolveu apoiar o grupo Sarney, retirando o apoio à aliança PCdoB/PSB. Nada a dizer. Que fale o povo do Brasil e do Maranhão.”

Jomar Fernandes: "Infelizmente, acabaram de votar. Por 43 x 30 e 2 abstenções, aprovaram a ida do PT para Roseana! Sem palavras”.

Um segurança da sede do Diretório Nacional do PT para o camponês petista Manoel da Conceição: “Não aceitamos petistas fazendo greve de fome. Precisamos de todos os petistas alimentados e bem dispostos para pedir votos para a companheira Dilma”.

Roseana Sarney, candidata a reeleição ao Governo do Maranhão: “Ninguém terá tratamento privilegiado. O PMDB e os companheiros do PT têm que unir esforços para eleger a pré-candidata Dilma Roussef, a primeira mulher presidente do Brasil.

PT vai de Roseana, e Ponto Final!

Aconteceu o que quase todo mundo esperava: o PT vai de Roseana Sarney, e ponto final. A decisão tomada hoje em Brasília autenticou os planos do presidente Lula, da presidenciável Dilma, do todo-poderoso José Sarney e do PMDB maranhense. Resultado péssimo para Flávio Dino, que fica praticamente sem espaço na propaganda de rádio e TV. Pior para Jomar Fernandes, Terezinha Fernandes e outros radicais petistas que não engolem a aliança com Roseana e terão agora que repensar e rediscutir seus futuros políticos, já que a decisão do Diretório Nacional do PT não aceita divisão de palanques: quem não quiser pedir voto pra Roseana e Dilma, fica em silêncio ou sai de casa.

• Sem Hipocrisia

Ao jornalista Élson Araújo, que liderou a briga boa pela retratação do SBT com Imperatriz: aproveite a onda alta para abrir uma campanha contra a violência em Imperatriz. Confesso que fiquei com pulgas atrás da orelha pelos protestos um tanto exagerados contra o SBT no mesmo período em que Imperatriz sepultava pelo menos 6 pessoas assassinadas em circunstâncias diversas. Sem falar nos crimes de pistolagem que foram enterrados sem solução. Tai o caso Renato Moreira e o não menos famoso assassinato encomendado do advogado Valdeci Rocha, esquecido pela própria OAB. Imperatriz é uma cidade violenta, sim. A polícia faz o que pode, mas a bandidagem faz mais porque faz o que bem quer. Quem sabe fazer do espaço cedido pelo SBT o primeiro passo para uma caminhada em busca de soluções para os problemas que são a porta de entrada da violência na "Cidade da Paz".

• Deu Certo!

As broncas de jornalistas, blogueiros, OAB, Câmara de Vereadores, Assembléia de Deus e mais um monte de milhares de imperatrizenses, contra o jornalista Roberto Cabrini, deu certo. A direção de jornalismo da emissora paulista concedeu direito de resposta à Terra do Frei Epifânio. A afiliada imperatrizense está produzindo matéria especial sobre a cidade para exibição no mesmo programa que classificou Imperatriz de “Capital da Pistolagem”.

• Dúvidas e Dúvidas

O Brasil ganhou, avançou, prosperou. O manifesto popular com quase dois milhões de assinaturas clamando pela condenação dos políticos corruptos e mau-caráter, foi endossado pelo Senado Federal e pelo presidente da República. Agora o Tribunal Superior Eleitoral decide que a Lei da Ficha Limpa vale para as Eleições 2010. Por 6 votos contra 1, as maiores autoridades em matéria eleitoral do Brasil decidiram que as exigências da Ficha Limpa já estão valendo pra quem pretende disputar qualquer cargo eletivo em outubro deste ano, daqui a 4 meses, portanto.
Atrevo-me então a regionalizar esse assunto falando rapidinho do assunto Jackson Lago (sem a pretensão de querer acertar, por que não sou especialista na área).
A lei torna inelegível o candidato condenado na Justiça por um colegiado, um grupo de juízes. É exatamente o caso do ex-governador maranhense, afastado do Palácio dos Leões no trajeto do mandato, por decisão do STF.
Ocorre que o projeto virou Lei no dia 4 de junho de 2010, com a sanção do presidente Lula, e ainda não há absolutamente nada definido quanto à validade da Lei para quem foi condenado antes dessa data ou depois dessa data. A decisão do TSE não esclarece essa dúvida. E nem há previsão de quando esse questionamento será discutido pela Corte, ou na Corte. Muito ou quase tudo do que se especular, daqui por diante e até deliberação do TSE, será especulação, jogo de intrigas, guerra de nervos, campanha eleitoral de baixo nível.
Em qualquer das situações, não resta nenhuma dúvida de que o Ficha Limpa é uma vitória da sociedade e da Justiça brasileira.

• Decisão do TSE não complica Jackson Lago

A lei da ficha limpa vale para as próximas eleições de outubro, segundo decisão desta noite do Tribunal Superior Eleitor, por 6x1. Com isso, políticos condenados pela Justiça em decisão colegiada em processos ainda não concluídos não poderão ser candidatos no pleito de outubro. O TSE considerou que a nova lei não altera o processo eleitoral e pode ser aplicada neste ano. Esse entendimento passa a ser adotado pelos Tribunais Regionais Eleitorais de todo o país, avisou o presidente da corte, Ricardo Lewandowsky.
Para o o professor de Direito Eleitoral da Universidade Federal do Maranhão, Flávio Braga, que também é Assessor Jurídico do Tribunal Regional do Maranhão,  as sanções da Lei da Ficha Limpa não atingirão o ex-governador Jackson Lago, que teve o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral em abril de 2009. Segundo Flávio Braga, a sanção aplicada ao doutor Jackson Lago, de inelegibilidade, teve vigência de 1º de outubro de 2006 a 1º de outubro de 2009, bem antes da Lei da Ficha Limpa ser aprovada, sancionada e publicada. "O doutor Jackson Lago já estava isento da pena, já tinha cumprido a pena na sua totalidade. Logo, ele não pode ser alcançado pelas determinações da Lei chamada Ficha Limpa".

* Conheça os principais pontos da Lei da Ficha Limpa

1) Impede a candidatura de políticos condenados por órgão colegiado (mais de um juiz). Neste caso, a pessoa condenada ainda pode apresentar recurso a uma instância superior para suspender a inelegibilidade.

Por exemplo: se um deputado for condenado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), ele pode pedir ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a suspensão da inelegibilidade. Após o julgamento dessa suspensão, o colegiado julgará a conduta que gerou o processo.

2) Fica inelegível aqueles que cometerem crimes como: corrupção e gasto ilícito de campanha; doação ilícita e/ou compra de votos; crimes ambientais graves e contra a saúde pública; abuso de autoridade; racismo;tortura; terrorismo; hediondos entre outros.

3) Fica inelegível o parlamentar que renunciar ao mandato para evitar o julgamento por quebra de decoro.

4) Aumenta de três para oito anos o período de inelegibilidade

• Domingos Dutra ganha companhia na vigília

O camponês e lider petista Manoel da Conceição vai acompanhar o deputado Domingos Dutra na vigília iniciada esta noite na Câmara dos Deputados para pressionar o PT a não alterar o resultado do encontro do partido no Maranhão que definiu em março apoio à candidatura de Flávio Dino (PC do B) ao governo do Maranhão. Ele disse à Folha que passará toda a madrugada no plenário e só vai sair do amanhã se o partido respeitar o resultado do encontro ou propor o diálogo. Manoel da Conceição, um dos fundadores do PT, disse que vai acompanhar Dutra na greve de fome, caso o PT nacional intervenha no partido e obrigue o apoio a Roseana.  "Não tem essa história de neutralidade. Isso é covardia. Nós não vamos engolir uma aliança com o Sarney", afirmou. Conceição foi preso durante a ditadura militar, na época José Sarney era governador do Maranhão, torturado e exilado. (O Estado)

• Ficha Limpa já vale para as Eleições 2010

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concluíram nesta quinta-feira, 10, que a Lei da Ficha Limpa vale já para a eleições deste ano. De acordo com a lei, os políticos que forem condenados por tribunais estão impedidos de disputar um cargo eletivo. No julgamento, a maioria dos ministros do TSE concluiu que a Lei Ficha Limpa foi aprovada antes das convenções, não provocou mudanças no processo eleitoral e, portanto, não seria necessário esperar um ano para começar a aplicá-la. Há uma jurisprudência consolidada, baseada na Constituição Federal, segundo a qual modificações no processo eleitoral têm de ser aprovadas com pelo menos um ano de antecedência. Antes que os ministros votassem, a vice-procuradora geral eleitoral, Sandra Cureau, defendeu a aplicação da Lei Ficha Limpa na eleição deste ano. Ela afirmou que a lei é resultado de um movimento da sociedade, que não suporta mais os escândalos na política. “Está ligado a insatisfação popular e a vontade popular de mudar, de que tenhamos daqui para frente candidatos que sejam capazes de exercer seus mandatos sem se envolver em escândalos”, afirmou. “Entendo que não é um projeto que mereca ser protelado para eleições futuras. Precisa imediatamente atender aos anseios do povo brasileiro.”

quinta-feira, 10 de junho de 2010

• José Sarney e peemedebistas: haja pressão!

José Sarney voltou a se encontrar com Dilma Rousseff, quarta-feira à tarde, em Brasília, na cerimônia em que o PMDB entregou o programa do partido para a campanha à presidência. Da reunião reservada,  participaram  Michel Temer, vice na chapa presidenciável, Antonio Palocci, José Eduardo Cardozo, Cândido Vaccarezza, Aloizio Mercadante e o presidente do PT, José Eduardo Dutra, que teria revelado que recebe telefonemas de Sarney e Roseana cobrando o fim da aliança com Flávio Dino (PCdoB). “Eles estão ligando, falam comigo e com Lula. Mas, do outro lado, eu converso também com Renato Rabello (presidente do PCdoB). O problema é que não existe uma convivência entre os dois lados do PT”.

• Previsão

Tempo ruim na região do Castelo, com sérias ameaças de tormenta sobre o Lago e nuvens menos carregadas sobre o Palácio. A previsão é de que o tempo pode ficar pior ainda com os efeitos das erupções sob os céus da Ilha, esperadas para as próximas horas. Os especialistas avisam que os mais cuidadosos sobreviverão aos temporais, mas alertam que alguns tucanos poderão deixar seus ninhos a qualquer momento, sem direção certa.

• É Muita Rejeição

Enquete em andamento no portal oquartopoder.com revela que a impopularidade de João Castelo é a maior da história política de São Luis.
Ao responder “Entre Jackson Lago, Tadeu Palácio e João Castelo, qual deles teve melhor desempenho como prefeito de São Luís?”, 354 internautas escolheram Jackson Lago, 117 indicaram Tadeu Palácio, e apenas 18 votaram em João Castelo (resultados até a noite de terça-feira, 8 de junho).
O mesmo site traz extensa matéria com declarações de vereadores que querem o impeachment do prefeito João Castelo.

Pesquisa